A justiça concedeu a Sérgio de Oliveira Cabral Santos Filho, a prisão domiciliar. A decisão de revogação foi decidida por unanimidade. O político carrega 21 condenações, que chegam a somar 399 anos e 11 meses de prisão.

Cabral está preso desde 17 de novembro de 2016, onde até então, cumpre pena no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, em Niterói. De acordo com informações, a Primeira Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) decidiu trocar a prisão preventiva dele por domiciliar e determinou que Cabral cumpra as medidas cautelares de uso de monitoramento eletrônico e proibição de contato com investigados e réus da Operação Lava Jato.
Analisada, a foi decretada no âmbito da Operação Eficiência, que investigou crimes de lavagem de dinheiro, com a ocultação de valores no exterior. Porém, Sérgio Cabal irá permanecer preso por ter outros quatro processos.

Deixe seu Comentário